sexta-feira, 12 de maio de 2017

LEMBRANÇAS

A música LEMBRANÇAS foi um insight que tive quando assistia uma reportagem sobre violência sexual, pensei sobre a possibilidade da abordagem do tema em uma música. Na época já estávamos estudando e amadurecendo as ideias para escrever as músicas que iriam compor o Ep UM DIA APÓS OUTRO. Decidi investir na ideia e comecei a ler e ouvir vários depoimentos de vítimas de violência sexual, NÃO teria como eu abordar sobre superação nesse tema sem conhecer a dor e os reflexos de quem sofreu. Não foi fácil, em muitos momentos eu me sentia cheio de angústia e ódio, noutro chorava, escrevi muitas coisas, mas tudo era complexo para colocar em uma música, emocionalmente me abalou e parei o projeto. Pouco tempo depois a ideia me revisitava e voltei a me empenhar. Pedi a duas psicólogas pra me enviarem algo escrito de como elas enquanto profissionais abordavam esse assunto em seus contextos de trabalho, uma delas foi a Evelyse, que atuava num LAR (antigo orfanato) nessa época eu ainda estava na faculdade e lá era meu local de estágio, e muitas das crianças ou adolescentes que lá estavam acolhidas sofreram abusos sexuais. Outra psicóloga a colaborar foi a Diana, que atuava na área da saúde, tive ainda uma conversa com outra amiga psicóloga a Daniele. comecei a juntar tudo, e o desafio era deixar em poucas linhas o sofrimento, as abordagens da psicologia, e uma mensagem de superação. Algo que observei nos depoimentos que ajudavam e muito as vítimas e que fazia parte da abordagem da psicologia era o apoio religioso, então o  refrão da música deixei uma oração. Esse processo durou dois anos, foi a música que mais envolveu pesquisa, e trabalho, para dizer muito em poucas linhas. Quanto a estrutura da música optamos por algo linear, com arranjos de cordas e elementos de percussão trazendo uma sensação de movimento, (superação é movimento). Como a maior parte das vítimas de abusos e estupros são mulheres, convidei uma amiga cantora a Jack Alves para cantar comigo na gravação da música.
É triste saber que este mal ainda é crescente em nosso país, em 2014, 47,6 mil pessoas foram vítimas de estupro no Brasil. fazendo as contas, a cada 11 MINUTOS, alguém foi violentado no país. Drástico ainda é o medo que se instaura nas mulheres, 90,2% das mulheres e 73,7% dos jovens de 16 a 24 anos afirmam ter medo de sofrer violência sexual. Alem disso, 67,1% da população brasileira residente nas grandes cidades brasileiras tem medo de ser agredida sexualmente, Uma pressão e angústia psicológica diária nas brasileiras. Esses dados você pode conferir na reportagem da ÉPOCA DIGITAL, segue o link.

Atualmente estamos gravando um vídeo da música LEMBRANÇAS e em breve ela estará disponível nas plataformas digitais e principais serviços de streaming. Segue a letra. 
                                         LEMBRANÇAS
À noite as tristes lembranças, reviraram os meus sonhos pesadelos
A culpa, medo e vergonha me trancaram no silêncio, meus segredos
Eu preciso soltar minha voz e ter as lembranças resolvidas comigo
Hoje sustento meus pés pra voltar a caminhar, sim eu posso!
Vou me despir da vergonha, me apropriar de quem eu sou, sim eu posso!
Eu preciso soltar minha voz e ter minha vida de volta
Hoje quero teus consolos e redenção
Minha oração é me ajude a prosseguir
Vem ao meu encontro com teu amor, com tua paz pra me curar
Quero teu calor pra me ensinar ficar em pé e caminhar 

A letra e música LEMBRANÇAS está devidamente registrada, com os direitos reservados.
(Luiz Fabiano)





                                                                   

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

CHANCE

É... faz algum tempo que não postamos nada aqui, corremos tanto e procrastinamos na mesma proporção. Pra encerrar as postagens do álbum resistência registramos aqui um pouco da música chance,  Ela é uma história real, aconteceu com uma pessoa que conhecemos e na verdade acontece com milhares de pessoas todos os dias.
Ao escrever a música pensamos não apenas em relatar uma história, mas inspirar corações a novas decisões, pensar que existe amor, vida, oportunidade, outra realidade, existe uma chance, um recomeço, a graça de uma nova aposta, a porta de entrada pra uma vida nova. Fizemos um vídeo com a ajuda de nosso amigo Rafael Vieira, para trazer aos olhos e aos pensamentos o que a música trás ao coração, mudanças reais em nossas vidas começam em nós, com decisões, porque Deus sempre nos dá uma chance. Confira o vídeo.

https://www.youtube.com/watch?v=6qlhWn5n1Mo



segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Música - Há tanta gente


Esta música é uma crítica sobre nossa forma destrutiva de viver, num tempo que corremos tanto, nos omitimos muito e nos esquecemos das coisas mais elementares da vida, por exemplo: Depois que morremos não iremos levar nenhum bem material! ou que se entregar a ansiedade não fará com que as coisas aconteçam. Vivemos num tempo que tanto corremos e nem sempre sabemos para qual direção, estamos valorizando muito mais as coisas e nos esquecemos que um dia a fraqueza baterá a nossa porta e precisaremos das pessoas para superar as dificuldades. 
Não raro nos omitimos e adotamos um estilo de vida exclusivista e egocêntrico, no final das contas muito mais espalhamos que juntamos, pois a vida não se constitui isolada, mas em comunidade, precisamos uns dos outros.
Algumas pessoas ja me perguntaram se estava criticando a política por meio da música, ri alto e disse que sim, como também criticava a ela a mim mesmo e a todo ser humano que tem adotado para si um estilo de vida que coisifica as pessoas.
Mas ainda existem pessoas altruístas, gente que inspira gente, não em futilidades, mas em sua nobre forma de viver, que de alguma forma consegue vencer as tentações da sociedade capitalista e adota para si os ensinos e condutas de Jesus Cristo, gente que se importa, que se doa, que simplifica. Pessoas assim são pouco notadas na terra, mas acredito que são famosas nos céus!
Quando fiz a música, não quis retratar quem eu sou, pelo contrário, retratei o tipo de gente que quero ser! Não sei que tipo de gente é você, quem te inspira ou qual seu projeto de vida, mas nesse mundo de contradições, que ao mesmo tempo é tão grande e tão pequeno, há tanta gente! e lhe pergunto: Quem é você? e quem quer ser?
Por Luiz Fabiano
Ouça a música no Spotify:
 https://play.spotify.com/album/5p6E45QK7vQqAGvOX5LRNE 

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

MÚSICA - RUÍNAS


A música Ruínas nasceu em março de 2011, havíamos passado o fim de semana no retiro com a galera da igreja, estava inspirado e muito feliz com os acontecimentos no retiro, na segunda feira quando me sentei pra assistir o telejornal matutino, me espantei com a proporção do tsunami no Japão e no Brasil o alto índice de assassinato naquele fim de semana. 
Pensando nos acontecimentos escrevi uma poesia intitulada sobrevivência e posteriormente essa poesia se transformou na música Ruínas, sendo ela o terceiro single do álbum resistência. com essa música ganhamos a VII edição do FECAPI ( festival da canção de Pinhais) na categoria gospel, evento este realizado pela secretaria da cultura, lazer e esporte de Pinhais, PR. A música também recebeu a colocação entre as três melhores letras do festival. 
É visto por todos que o tempo em que vivemos há uma enorme descredibilização das instituições, sejam na esfera pública ( a que mais está deteriorada!) infelizmente a família, as igrejas e por ai vai, literalmente tudo em Ruínas, sem contar o meio ambiente e toda a biodiversidade, e tudo por conta da ação do HOMEM. Acredito que Deus é a resposta para as mazelas do homem, mas seria tolice acreditar que Deus fará tudo, é o que chamo de responsabilidade compartilhada, nós, as pessoas, temos que fazer aquilo que sabemos que é certo, por amor a nós e a nosso semelhante. Acredito estar em Jesus e em seu amor a força de superação do Homem, mas o ponto de partida são as escolhas deste homem, como induzir o ser humano a fazer escolhas certas? esta resposta não tenho, e não conheço quem a tenha, enquanto isso o ser humano continua sendo seu maior inimigo! Em meio as minhas indagações ainda me pergunto COMO IREMOS NOS SALVAR DE NÓS MESMOS? Por Luiz Fabiano.
Conheça a música Ruínas em um vídeo simples que fizemos:
https://www.youtube.com/watch?v=YQikT0UjFWg 

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Música - Rotina

Todos temos uma rotina! não importa qual seja, convivemos com ela, faz parte de nossa vida e é preciso tê-la. Porém existem rotinas intensas, exaustivas que ficamos tão presos a ela que acabamos programados no que fazer, aonde e por onde ir. Já vivi dias monótomos e preso a rotina e percebi que desperdicei a singularidade de cada dia, estava ficando frio com as pessoas que convivia, quando dava bom dia era mecânico, as pessoas não podiam esperar nada de mim. A rotina é nociva, afeta o humor, criatividade, temperamento e o relacionamento familiar e social.
Até que chegue o dia em que você decide mudar as coisas, a rota para o trabalho o que fazer nos intervalos e a maneira de encarar o dia e se portar em meio a rotina. Descobri que minha rotina não iria mudar, mas poderia mudar meu posicionamento diante dela, foi o que fiz, melhorei uma fase ruim na vida e após algum tempo refletindo nas mudanças achei pertinente fazer uma música sobre a temática. A proposta era de fazer um rock, pra não ser massante o fizemos em uma escala muito utilizada no blues, com o refrão característico do rock e no meio uma levada em funk, (dos estilos James Brown) pra dar uma balançada no esqueleto, algo que não fazemos quando estamos preso a rotina e no final mantemos a base na escala do blues e um solo fera de guitarra como contraponto da escala blues. por Luiz Fabiano. 
Você pode conhecer a música através do site:
http://bandamissao61.wix.com/missao61 

Segue a letra. .

Rotina
Acordo todo dia sabendo como é o dia o mesmo vai e vem me aborrece
Preso à rotina exilado neste mundo minha alma adoece
Exilado na rotina na verdade o que preciso é viver!

Programado estou será que sei qual meu lugar
Tudo é muito igual será que sei quem eu sou

Sinto a falta de andar de bermudão 
de estar com o pé no chão sem o relógio me mandar
preciso encostar no travesseiro e até que o sono venha sem me preocupar
Sinto a falta de papo com os amigos 
das coisas de criança de coisas banais

A musica Rotina esta devidamente registrada, todos os direitos reservados.